Voltar
Radar da inovação

Unium: iniciativa inédita de intercooperação tem faturamento anual de R$ 7 bilhões

Fruto da atuação conjunta de Castrolanda, Frísia e Capal, marca Unium promoveu sinergia de esforços em detrimento de concorrência por mercados similares

18/12/2020
Nome da Cooperativa:Unium
Ramo:Agropecuário
Região:Sul
Palavras-chave:ecossistema de inovação, Inovação organizacional, marketing, Inovação de modelo de negócio, intercooperação
Resumo:

Criada em 2017, a Unium é resultado da união entre as cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, iniciativa de intercooperação com um modelo inovador que vem otimizando recursos proporcionando aumento anual de cerca de 20% no faturamento conjunto das três cooperativas nos segmentos de lácteos, suínos e trigo. A marca Unium, que representa as três cooperativas, completou 3 anos em 2020 e tem faturamento anual de cerca de R$ 7 bilhões.

CONTEXTO

As cooperativas Castrolanda, Frísia e Capal atuavam de maneira independente uma das outras nos mercados de leite e derivados lácteos, produção e comercialização de carne de suínos e produção de trigo.

Assim, eram concorrentes em algumas frentes. Por atuarem de forma isolada entre si, tinham também recursos limitados para destinar a investimentos em pesquisa e em novas tecnologias.

Os custos relacionados a demandas administrativas, de marketing e de logística também eram separados e, portanto, tinham uma representatividade relevante para a atuação e a lucratividade das cooperativas.

DESAFIOS

O principal desafio era, de fato, o modelo de negócio, porque o tipo de iniciativa de intercooperação proposto pelas cooperativas que formam a Unium é pautado por um elevado nível de confiança entre as partes, o que inclui os associados minoritários.

Por isso que a Unium acredita que, apesar de haver iniciativas de intercooperação, a Unium é a única marca de assinatura resultante desse tipo de modelo de negócios.

Além disso, representaram desafios o próprio consenso sobre o melhor formato de explorar os mercados e a escolha da cooperativa líder para cada frente.

DESENVOLVIMENTO

A ideia de criar a marca Unium surgiu quase que por acaso, quando a Frísia estava para iniciar operações na mesma região em que já atuava a Castrolanda e a Capal. As diretorias das cooperativas se reuniram para evitar prejuízos mútuos decorrentes da concorrência no segmento de leite e o resultado foi a criação da Unium, uma iniciativa de intercooperação pioneira no Brasil e que ataca três frentes: laticínios, cortes suínos e trigo.

A partir daí, criou-se um conselho administrativo composto por diretores das três cooperativas e que se reúne todos os meses para tomar decisões estratégicas. Enquanto isso, cada uma das frentes operacionais é comandada por uma cooperativa a partir da atuação de executivos contratados para cuidar especificamente dos interesses da Unium.

A escolha pela cooperativa que ficaria à frente de cada segmento se deu a partir da representatividade de cada uma nos respectivos mercados. Ou seja, a líder é aquela com mais produtos, expertise e market share. Assim, a Castrolanda é a líder de suínos e leites e a Frísia está à frente do trigo. A Capal é sócia em todas as frentes.

Na prática, agora os produtos das marcas Colaso, Colônia Holandesa e Naturalle, derivados lácteos, e da Alegra, de cortes suínos, são comercializados sob a marca de assinatura Unium. Isso significa que a marca representa o trabalho de 5 mil famílias cooperadas.

Para aumentar ainda mais a qualidade dos produtos da marca, foram investidos cerca de R$ 14,1 milhões em melhorias no abate de suínos, R$ 121,7 milhões nos processos da frente de lácteos e outros R$ 10,5 milhões na produção de trigo. A união entre as três cooperativas viabilizou tal volume de investimento e também proporcionou significativa redução de custos administrativos, relacionados à logística e ao marketing.

A criação da marca Unium também mostra um case absolutamente inédito de inovação no modelo de negócio, com foco em ampliar os esforços de Marketing com uma marca única. O resultado é que, a partir da união das três cooperativas, a nova marca nasceu forte. Podemos entender a iniciativa de inovação como uma joint-venture no cooperativismo.

RESULTADOS

Ao todo, as cooperativas juntas representam mais de R$ 7 bilhões em faturamento anual e uma presença de peso no mercado nacional. Atuam em diversos campos do agronegócio, com atividades que vão da produção leiteira à suinocultura, pecuária, agricultura, passam pela produção de rações, grãos e chegam a mais de 25 países.

O faturamento, que vem crescendo anualmente cerca de 20%, é um reflexo, entre outras coisas, do processamento pela Unium de 1,1 milhão de litros de leite por dia na Unidade de Beneficiamento de Leite de Ponta Grossa; 1,15 milhão na Unidade de Castro; e mais 1 milhão diários na fábrica de Itapetininga.

A fábrica da Alegra, por sua vez, abate cerca de 3,2 mil leitões por dia, o equivalente a 113 mil toneladas de carne de porco por ano. A Unium processa, ainda, 129 mil toneladas de trigo por ano.

PRÓXIMAS INICIATIVAS

O grande desafio de uma iniciativa de intercooperação tão bem sucedida e tão ampla como essa é, sem dúvida, replicar o formato para outras frentes do cooperativismo e também para outras linhas de produção das cooperativas.

Além disso, a Unium se pauta pela elevação contínua da qualidade e pelos ganhos de produtividade nos processos de produção das cooperativas, o que é foco constante de investimentos por parte de seu corpo diretivo.

 

Contato do responsável:

Cracios Clinton Consul

gerente executivo de Marketing da Unium

cracios@unium.coop.br

Conteúdo desenvolvido
em parceria com

Coonecta