Voltar
Radar da inovação

Unimed Maringá unifica dados de pacientes em plataforma

Registro Eletrônico de Saúde organiza informações e histórico dos pacientes, tornando-os acessíveis aos profissionais de saúde do sistema Unimed


16/07/2020
Nome da Cooperativa:Unimed Regional Maringá
Ramo:Saúde
Região:Sul
Palavras-chave:Inovação de processo
Resumo:

RESUMO CARD

O Registro Eletrônico de Saúde consiste em utilizar uma plataforma que permita o armazenamento e compartilhamento de toda a cadeia envolvida no atendimento dos beneficiários, por meio da interoperabilidade entre sistemas, garantindo uma melhor gestão das informações de saúde. A iniciativa é uma parceria da Unimed Regional Maringá com a Unimed Central de Serviços - RS.

CONTEXTO

Cada vez mais atenta à inovação e à necessidade de uma gestão eficiente, a Unimed Regional Maringá buscava melhorar também a gestão de dados dos pacientes.

O entendimento era que, ter uma riqueza de dados, com possibilidade de acessá-los e analisá-los a qualquer momento, facilitaria a tomada de decisão e proporcionaria redução de custos e desperdícios.

Dados como, consultas realizadas, médicos pelos quais o paciente passou, exames solicitados, anotações feitas pelos especialistas etc., precisavam ser unificados e acessíveis.

DESAFIOS

A criação do Registro Eletrônico de Saúde (RES) consistia em utilizar uma plataforma que permitisse o armazenamento e compartilhamento de toda a cadeia envolvida no atendimento dos beneficiários.

Isso seria possível por meio da interoperabilidade entre sistemas, para garantir uma melhor gestão de dados e intercâmbio de informações com os demais programas existentes.

Buscava-se, também, otimizar recursos por meio da melhor gestão da informação de saúde de seus beneficiários.

DESENVOLVIMENTO

O desenvolvimento da iniciativa começou em 2019 a partir da parceria da Unimed Regional Maringá com a Unimed Central de Serviços - RS, que resultou na criação do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP).

Este projeto consiste em utilizar uma plataforma que permita o armazenamento e compartilhamento de toda a cadeia envolvida no atendimento dos beneficiários, por meio da interoperabilidade entre sistemas.

Ou seja, unificar as informações do paciente de forma que a rede de cooperados Unimed tenha acesso, alimentando seu prontuário eletrônico, criando um histórico conhecido e reduzindo assim procedimentos repetidos e desnecessários. Além disso, o PEP também permite identificar tendências para a conclusão do diagnóstico do paciente.

O Prontuário Eletrônico do Paciente vem sendo implantado primeiramente na Atenção Personalizada à Saúde (APS), que é o espaço dedicado à medicina da família para os colaboradores da cooperativa, e também em clínicas de cooperados que se dispuseram a contribuir com a construção desse novo processo.

Todas as informações dos pacientes estão pautadas nas regras da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), tendo como ponto principal o aceite do paciente em compartilhar esses dados com a Unimed Regional Maringá, sua rede de atendimento e cooperados.

RESULTADOS

Espera-se com esse projeto trazer maior gestão da saúde dos beneficiários com melhores análises, promovendo ações de prevenção, bem como dar mais assertividade aos diagnósticos.

Juntamente com esses benefícios, a cooperativa reduz sua sinistralidade, custos com exames e procedimentos desnecessários ou repetidos, e proporciona ao beneficiário a melhor gestão de sua saúde.

PRÓXIMAS INICIATIVAS

Os próximos passos são a continuidade de adesão ao sistema por parte dos cooperados e beneficiários, como também garantir cada vez mais a aderência da ferramenta aos processos e padrões da Unimed Regional Maringá.

Contato do responsável:

João Vítor Ribeiro de Almeida

Agente de Inovação da Unimed Regional Maringá

joao.almeida@unimedmaringa.com.br

Conteúdo desenvolvido
em parceria com

Coonecta