Voltar
Radar da inovação

Plataforma.Space: Sicoob Empresas RJ conectado com startups

O programa gerou conhecimento, relacionamento e melhoria de processos internos na cooperativa


09/07/2020
Nome da Cooperativa:Sicoob Empresas RJ
Ramo:Crédito
Região:Sudeste
Palavras-chave:Inovação de processo
Resumo:

RESUMO CARD

Sicoob Empresas RJ se relaciona com startups e otimiza processos internos a partir de programa de inovação para hospedagem, capacitação e incentivos a empreendedores. A iniciativa, denominada Plataforma.Space, gerou troca de informações e aprendizado mútuo para a cooperativa e startups.

CONTEXTO

Filiado ao Sicoob Confederação e ao Sicoob Central Rio, o Sicoob Empresas RJ é uma cooperativa singular de livre admissão de associados, podendo associar pessoas físicas e jurídicas sediadas no estado do Rio de Janeiro e startups na cidade de São Paulo. Atualmente, conta com cerca de 6.500 cooperados.

Para explicar o contexto de criação da Plataforma.Space, é preciso voltar ao ano de 2016, quando o Diretor-Presidente do Sicoob Empresas RJ, Eduardo Diniz, realizou uma missão técnica ao Vale do Silício, nos EUA. Ao retornar da viagem, o dirigente visitou também hubs de inovação em São Paulo, onde conheceu ainda mais startups e entendeu qual era a necessidade à época.

“Era preciso criar algo para trazer esse ecossistema de inovação para a nossa realidade e para o Rio de Janeiro como um todo”, lembra Diniz.


DESAFIOS

As iniciativas de inovação foram motivadas pelo contexto desafiador de transformação que se desenhava à época nos serviços financeiros, com o surgimento de centenas de fintechs - startups que atuam na indústria financeira. O desafio era se adequar à nova economia, conforme explica Eduardo Diniz.

“Dezenas de matérias em jornais, com ameaças de novos entrantes no mercado financeiro, as famosas fintechs, nos fizeram iniciar uma jornada de conhecimento do setor de startups, para entender como participar dessa nova economia”, recorda.

Ou seja, era preciso se aproximar das startups de alguma forma e entender todo aquele novo contexto para trocar informações e gerar aprendizado mútuo, com a implantação de novas metodologias de trabalho, mudança de mindset etc. Buscava-se criar uma relação de “ganha-ganha” com as startups.


DESENVOLVIMENTO

A Plataforma.Space foi lançada de forma oficial no final de 2016 e, inicialmente, funcionava apenas como um coworking para startups e cooperados. Diniz lembra dos primeiros passos: “separamos um espaço de mais ou menos 100 m² próximo à cooperativa para instalar o hub de inovação e selecionamos uma consultoria cooperada com bastante expertise em startups para gerenciar o espaço”.

Após a inauguração, a estratégia do espaço foi sendo adaptada para que o Sicoob Empresa RJ atingisse seu objetivo. A mudança na rota se deu porque, como coworking, a iniciativa não estava trazendo a troca e o relacionamento que se buscava com as startups.

“Iniciamos o projeto como coworking aberto a cooperadas startups, mas posteriormente entendemos que o melhor a se fazer seria selecionar startups já operacionais que fazem sentido para a cooperativa, e focar na troca de experiência nessa seleção”, explica Diniz.

Foi aberta, então, uma chamada para selecionar 6 startups por semestre para receberem apoio, mentorias e criarem um relacionamento mais próximo com o Sicoob Empresas RJ.

Desta forma, o espaço passou a receber empreendedores que tinham muito a aprender mas também muito a ensinar aos dirigentes da cooperativa. Logo, tornou-se uma rede de empreendedores que fomentava o aprendizado e desenvolvimento de startups através de cooperação, compartilhamento de experiências e conexões profissionais. Além das mentorias, eram realizados fóruns, demo days, rodadas de negócios, palestras etc.

 

Além disso, foi disponibilizado às startups o Sicoob Start, programa de benefícios de incentivo à inovação que conecta startups a uma instituição financeira e seus cooperados, permitindo acesso a soluções financeiras, com integração digital e open banking, pacotes diferenciados com taxas e tarifas especiais e espaço de trabalho colaborativo. Através de uma ampla rede de associados também é oferecido às startups iniciativas de expansão ao mercado, com a participação em rodadas de negócios, gerando aumento de receitas, clientes e valor agregado.

Em resumo, criou-se uma plataforma de inovação e incentivo a startups, que oferecia infraestrutura, crédito e acesso ao mercado de modo que elas pudessem crescer em receitas, clientes e valor agregado.


RESULTADOS

O Plataforma.Space funcionou por cerca de dois anos (2017 e 2018) com o modelo de mentoria para startups e trouxe muito conhecimento ao Sicoob Empresas RJ. Atualmente, o espaço continua ativo, mas focado em eventos de inovação e para uso dos cooperados.

Durante o período de funcionamento do programa, pelo menos 10 startups foram contratadas pela cooperativa para melhorar produtos, serviços e, especialmente, processos internos. Eduardo Diniz cita como exemplo uma startup de gestão de vale-transporte que ajudou a reduzir em cerca de 20% os custos da área.

“Não tínhamos muita liberdade para grandes alterações em TI, mas compensamos com as melhorias em processos internos, como reembolso de transporte de funcionários, gerenciamento de tarefas, funis de venda, ações de marketing, relacionamento etc.”, recorda Diniz. Tais melhorias ocorriam a partir da contratação de startups - fossem do programa ou não - como prestadoras de serviço.

Durante o programa, também foram realizados vários eventos e treinamentos que eram abertos a qualquer startup, o que acabou resultando em novos cooperados. Cerca de 150 novas contas foram abertas para startups no Sicoob Empresas RJ.


PRÓXIMAS INICIATIVAS

A ideia do Sicoob Empresas RJ é multiplicar o projeto a nível nacional no sentido de abrir mais contas para startups, incluindo em definitivo o cooperativismo no ecossistema de empreendedorismo e inovação.

Segundo Diniz, a próxima etapa é buscar integração tecnológica com startups. “O momento hoje é de atenção aos temas de open banking e abertura de API para startups. É hora de avançarmos também do ponto de vista de tecnologia”, afirma.

Em linhas gerais, o open banking é uma espécie de plataforma que permite a integração das chamadas de Interface de Programação de Aplicativos (API, na sigla em inglês), e promete mudar a forma como o mercado financeiro funciona hoje. Trata-se de um sistema que permite que outras empresas e serviços acessem os dados do clientes. Na prática, o cliente poderia movimentar suas contas e realizar transações a partir de diferentes plataformas, e não apenas pelo aplicativo/site do banco ou cooperativa.

Contato do responsável:

Eduardo Diniz

Diretor-Presidente do Sicoob Empresas RJ

eduardo@sicoobempresas.com.br


Conteúdo desenvolvido
em parceria com

Coonecta