Voltar
Radar da inovação

Eccoo: plataforma cooperativa de cuidadores da Inglaterra

Plataforma coloca em contato profissionais e pessoas que precisam de cuidados especiais em seu dia a dia


10/02/2022
Nome da Cooperativa:Equal Care Co-op (Eccoo)
Ramo:Trabalho Produção de Bens e Serviços
Região:Internacional
Palavras-chave:Inovação organizacional, inovação no modelo de negócio, cooptechs, cooperativa de plataforma
Resumo:

A cooperativa de plataforma Equal Care Co-op (Eccoo) foi fundada na Grã-Bretanha em 2018 com o objetivo de colocar em contato, por meio da tecnologia, pessoas que precisam de algum tipo de suporte ou cuidado cotidiano e profissionais que oferecem esses cuidados. A plataforma é de propriedade dos próprios usuários e cuidadores, algo que foi concebido para garantir que as relações entre eles sejam justas, baseadas em confiança e recompensas.

A ideia de criar uma cooperativa de plataforma para estabelecer comunidades de cuidadores e usuários cotidianos de serviços de suporte surgiu como decorrência do contexto desafiador existente na Grã-Bretanha.

Conforme explicam os criadores da Eccoo, geralmente os cuidadores profissionais possuem baixa remuneração pelo seu trabalho, ao mesmo tempo que exercem uma função de vital importância para um grande segmento da população.

Para os usuários desse serviço, fica o estresse de ter que lidar com o enorme absenteísmo que existe no segmento (justamente por causa do desgaste e da baixa remuneração), o que gera um grande fluxo de diferentes profissionais entrando e saindo de suas casas. Além disso, existe a dificuldade em manter a rotina e as instruções para que o fluxo de gestão seja mantido por aqueles que precisam do serviço.

Outro agravante são os diferentes agentes dominantes nesse setor: o governo, as agências de mão de obra especializada e as empresas de saúde. Todas elas, explicam os criadores da Eccoo, abocanham uma parte do dinheiro que circula no segmento e detêm o poder sobre as relações estabelecidas nessa dinâmica.  

DESAFIOS

A equipe fundadora da Eccoo tinha diante de si uma série de desafios:

  • desenvolver um modelo de governança baseado no empoderamento de usuários e cuidadores, e não das empresas de saúde nem do governo;
  • criar um ambiente de confiança mútua, de tal maneira que cuidador e usuário pudessem escolher livremente um ao outro;
  • propiciar remuneração adequada para os cuidadores;
  • desenvolver uma plataforma tecnológica que não promovesse a concentração de poder nas mãos de seus desenvolvedores, mas que fosse democrática e facilmente operável pelos usuários e cuidadores;
  • reverter a tendência de escassez de mão de obra no segmento de cuidadores;
  • promover o cooperativismo de plataforma, o trabalho voluntário e a organização comunitária.

DESENVOLVIMENTO

Desde o início, os fundadores da Eccoo sabiam que a divisão adequada de poder em uma organização voltada à oferta e operacionalização de cuidados passava pelo cooperativismo de plataforma. Mas isso não era o suficiente; era necessário também estabelecer uma metodologia de governança que permitisse espaço e voz a todos os envolvidos.

A solução foi adotar a governança circular ou sociocracia, em que não há estruturas hierárquicas tradicionais e os participantes podem não só participar do processo, mas também gerir em conjunto. As decisões são tomadas no nível local, embora ainda seja possível agir de maneira concertada e em escala.

Há quatro categorias de membros:

  1. os usuários que pagam pelos cuidados;
  2. membros defensores (que atuam em nome dos usuários);
  3. membros investidores;
  4. membros trabalhadores.

Cada um tem direito a um voto, mas a soma dos votos dos usuários e dos cuidadores (membros trabalhadores) resulta em 90%, necessariamente.

Por meio do estímulo ao trabalho voluntário na comunidade de implantação, a equipe da Eccoo vem desenvolvendo o espírito comunitário e a formação de relações de confiança, o que contribui para a solidez na gestão e participação na plataforma.

A cooperativa estabeleceu uma parceria com um provedor de tecnologia que, ao contrário do modelo tradicional de negócios, não será responsável pelo desenvolvimento de uma plataforma complexa e cheia de opções que ninguém usará. A ideia é que a tecnologia fosse desenvolvida conjuntamente, de modo que os membros da cooperativa pudessem acompanhar sua evolução e as características que fosse adquirindo.

Sem a instalação de uma hierarquia corporativa formada por gestores afastados da realidade da cooperativa, a Eccoo eliminou a figura do intermediário, correspondente às organizações e provedores de serviços que, por “gerenciarem” a oferta do serviço, detêm poder e dinheiro no processo. Com isso, não apenas surgiu um modelo mais transparente e democrático, mas também muito mais barato.

Com o dinheiro que deixou de ir para intermediários e seus executivos, a remuneração dos cuidadores passou a ser muito mais vantajosa, garantindo que eles pudessem trabalhar por um ganho justo e superior ao salário-mínimo.

RESULTADOS

Apesar de tantos desafios, a Eccoo conseguiu, em pouco mais de dois anos, formar uma equipe de trabalho inicial e um time de voluntários e obteve registro junto à agência reguladora dos serviços de cuidados na Grã-Bretanha, tornando-se um provedor regulamentado.

A cooperativa foi selecionada para participar de processos de aceleração e incubação com entidades importantes, como Co-operatives UK, realizou crowdfunding com sucesso e emitiu ações na comunidade, alcançando 137% de sua meta inicial e atraindo 161 novos membros investidores.

Mais recentemente, a Eccoo lançou sua plataforma beta para a comunidade de implantação, dando o pontapé inicial na oferta de serviços. Nesse aspecto, a cooperativa já começou a recrutar cuidadores e a reunir equipes de usuários dos serviços de cuidado, dando início a seu primeiro ciclo.

PRÓXIMAS INICIATIVAS

Entre as metas estabelecidas pela Eccoo estão: o crescimento do número de membros cooperados, a testagem e adaptação da plataforma por toda a comunidade envolvida, o estabelecimento de parcerias com diversos tipos de organização que possam contribuir com seu desenvolvimento e a avaliação minuciosa da etapa piloto.

Para o próximo período, a meta é fazer um lançamento digital completo, passando a oferecer a plataforma em toda a Grã-Bretanha. Nessa fase, novos círculos e comunidades vão se formar e consolidar e uma nova emissão de ações será realizada. A Eccoo também precisará submeter-se a uma inspeção da agência reguladora dos serviços de cuidados.

Contato do responsável:

Mais informações:

Conteúdo desenvolvido
em parceria com

Coonecta