Fique por dentro

Benchmarking para cooperativas: entenda o conceito e conheça o Sistema Desempenho

Uso de dados setoriais como referência aprimora gestão e ajuda a identificar oportunidades de inovação

MÉTODOS E FERRAMENTAS14/10/20228 minutos de leitura

Para saber como está a saúde dos negócios, fazer análises de mercado e estudar a viabilidade de novas ideias, é fundamental ter dados de referência. Para que possam ser interpretadas, as informações precisam ser contextualizadas dentro do ambiente de negócios e do cenário econômico. Essa é a função do benchmarking.

O benchmarking é uma forma de analisar o mercado para encontrar boas referências sobre as melhores práticas empregadas por outras instituições do mesmo setor. Robert Camp, considerado o fundador do benchmarking, afirma que o método representa “a busca pelas melhores práticas da indústria que levam a uma performance superior”.

Ou seja: o benchmarking consiste em uma maneira de encontrar referências para aprimorar processos, identificar a situação dos negócios e identificar oportunidades de inovação.

Benchmarking para cooperativas

As cooperativas também podem tirar proveito dos benefícios proporcionados por essas ferramentas. Esse é o papel do Programa de Desenvolvimento Econômico-Financeiro (Desempenho), desenvolvido pelo Sistema OCB.

As cooperativas mantêm um modelo de negócio distinto do que é realizado pelas empresas mercantis. Por isso, em muitas ocasiões, usar dados de instituições com fins lucrativos como referência pode não ser a maneira mais adequada de executar o benchmarking para cooperativas.

O Desempenho existe para desenvolver benchmarkings de olhos voltados ao setor cooperativista. Ele é um sistema de cadastro e consolidação dos balanços contábeis, financeiros e sociais das cooperativas brasileiras.

Neste artigo, iremos conhecer melhor o que é o benchmarking (seus tipos, princípios e benefícios) e apresentar o Desempenho, uma valiosa ferramenta que visa promover e impulsionar o benchmarking para cooperativas. Boa leitura!

Benchmarking: tipos, princípios e benefícios

Para começar, vamos entender melhor a ideia geral do benchmarking.

Na prática, o benchmarking é um processo de pesquisa com o objetivo de analisar o desempenho da sua coop em relação ao setor.

Esse monitoramento de mercado é executado por meio do levantamento de dados que depois serão mensurados, avaliados e interpretados. Tudo isso levando em conta o contexto do setor analisado.

A seleção de quais critérios serão utilizados como referência precisa ser cuidadosa. Essas métricas são os indicadores-chave de performance, que vão servir de base às comparações. A escolha deve levar em conta qual é objeto do benchmarking.

Tipos de benchmarking

Há uma série de maneiras para colocar o benchmarking em prática. Cada modalidade será mais adequada para situações específicas. Conheça os diferentes tipos para escolher o melhor para alcançar o objetivo da sua cooperativa.

Os principais tipos de benchmarking são:

  • Cooperativo: ocorre quando duas ou mais instituições firmam uma parceria a fim de trocar experiências, dados e informações mutuamente.
  • Competitivo: usa a situação da concorrência como referência, com o intuito de mensurar como seu negócio se posiciona no mercado, em relação à competitividade. Utiliza, geralmente, dados públicos e oficiais de critérios como faturamento e crescimento, por exemplo.
  • Genérico: aplicado para organizações que realizam processos semelhantes, ainda que não disputem espaço em um mesmo mercado - até mesmo o produto pode ser diferente. Ainda assim, o benchmarking pode ajudar a identificar possibilidades de aprimoramento.
  • Funcional: busca por etapas que podem ser utilizadas por qualquer negócio, mesmo que o produto não seja semelhante e nem haja disputa direta de mercado. O estudo dos métodos de gestão contábil, por exemplo, se enquadra nessa modalidade.
  • Interno: os diferentes setores da cooperativa também podem trocar dados, experiências e conhecimentos entre si.

Princípios do benchmarking

A execução do benchmarking deve levar em conta alguns princípios que garantem ética, lisura e boa execução do processo.

Com isso em mente, confira os princípios mais importantes do benchmarking:

  • Legalidade: as informações utilizadas para o benchmarking devem ser obtidas de forma legal e transparente.
  • Reciprocidade: quando sua cooperativa solicitar informações específicas a uma concorrente ou utilizar alguma plataforma de dados para benchmarking (como o Desempenho), ela também deve disponibilizar os próprios dados equivalentes em troca.
  • Confidencialidade: os dados levantados para benchmarking têm a finalidade de estudo, desenvolvimento e aprendizagem. Por isso, eles não podem ser publicamente divulgados - a não ser que haja uma autorização expressa para tal.

Benchmarking para inovação

O benchmarking pode ser um grande aliado da inovação. Ideias boas e factíveis surgem de diversas maneiras e precisam ser sustentadas por dados e informações que considerem a viabilidade no ambiente de negócios.

Com isso, a realização do benchmarking ajuda na antecipação de tendências a partir da observação dos direcionamentos de mercado. Além disso, os dados ajudam a indicar os caminhos para aplicar as ideias de inovação.

A inovação, afinal, também pode ser um processo incremental, feita em pequenos passos, através da otimização de processos e melhorias contínuas que visam agregar valor a algo que já existe. Ou seja, novas ideias emergem a partir de produtos, serviços e conceitos já estabelecidos, de forma a aprimorá-los ou ressignificá-los.

Diante disso, o benchmarking ajuda na compreensão de uma situação consolidada que pode ser alvo de inovação. Esse método opera como uma fonte que dá origem a ideias inovadoras que são factíveis perante um cenário de negócios consistente, aumentando a assertividade e reduzindo riscos do projeto de inovação.

Benchmarking para cooperativas: conheça o Desempenho

Agora que entendemos os conceitos básicos do benchmarking e como ele se relaciona com as práticas de inovação, vamos conhecer o Desempenho, o Programa de Desenvolvimento Econômico Financeiro do Sistema OCB.

Com ele, você tem acesso de forma rápida, fácil e confiável às principais informações econômicas e financeiras de todas as cooperativas da sua região. Assim, a plataforma ajuda a realizar benchmarking com as outras coops do seu ramo.

O que é o Desempenho?

O Programa de Desenvolvimento Econômico-Financeiro (Desempenho) é um sistema de cadastro e consolidação de dados de benchmarking para cooperativas brasileiras. O sistema reúne informações de balanços contábeis, financeiros e sociais de representantes do cooperativismo.

O conceito do Desempenho surgiu no Paraná, há cerca de três décadas, como uma ferramenta distribuída entre as coops agropecuárias da região. As cooperativas acompanhavam os indicadores do setor como forma de impulsionar e aprimorar a autogestão.

Com isso, a OCB Nacional encampou a missão de dar escala à ferramenta, disseminando-a para as cooperativas de todos os ramos e lugares do país.

Como o Desempenho funciona?

O Desempenho opera como uma ferramenta de disponibilização de dados e indicadores para cooperativas. As coops alimentam o sistema com informações diversas sobre sua operação, como dados contábeis, informações de recursos humanos e parâmetros societários (referentes ao atendimento aos cooperados).

A inserção dos dados pode ser feita manualmente ou por mecanismos automatizados de importação das informações diretamente pelos documentos. Neste segundo caso, o sistema do Desempenho produz um leque de indicadores com as informações disponibilizadas. Esses indicadores facilitam o acompanhamento dos resultados da organização em comparação aos seus pares cooperativistas. No mais, as informações ficam disponíveis 24 horas por dia.

Segmentação dos dados

Cada ramo do cooperativismo apresenta suas próprias características e peculiaridades. Por isso, o Desempenho leva em consideração as variáveis de cada negócio, seja pela área de atuação, escopo da cooperativa ou localização geográfica.

Para tanto, o Desempenho conta com mais de 300 indicadores, que são separados por grupos de dados correlacionados. Na página inicial da ferramenta há, ainda, um painel que exibe os indicadores mais importantes do ramo da sua cooperativa.

Um diferencial do Desempenho está na riqueza dos dados disponibilizados. Isso acontece porque o sistema faz uma importação massiva de dados públicos provenientes de órgãos reguladores de determinados ramos.

Esse é o caso de dois ramos: o de crédito e o de saúde. No mercado do cooperativismo de crédito, o Desempenho agrega informações fornecidas pelo Banco Central. Já em relação às cooperativas de saúde, a ferramenta agrega dados oriundos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Para que o Desempenho pode ser usado?

Com o Desempenho, as cooperativas ficam aptas a realizar benchmarking levando em consideração as peculiaridades do setor cooperativista. Além disso, o Desempenho ajuda a deixar o setor ainda mais transparente.

Algumas das principais aplicações dos dados disponibilizados pelo Desempenho são:

  • Identificar tendências do setor de atuação da cooperativa que proporcionam possibilidades de inovação.
  • Pesquisa de mercado para comparar o seu desempenho ao do setor, ao longo dos anos.
  • Analisar as informações para auxiliar na tomada de decisões estratégicas com base nos dados disponíveis.
  • Prestar contas aos cooperados, demonstrando seu compromisso com a transparência da gestão.
  • Facilitar o trabalho de monitoramento das contas da cooperativa pelo conselho fiscal, pela auditoria interna e também pelo conselho de administração.
  • Acompanhar riscos de insolvência da cooperativa, por meio de uma classificação com sete diferentes faixas de risco.

Como aderir ao Desempenho?

Quer integrar a sua cooperativa ao Desempenho, para fazer benchmarking, encontrar oportunidades de inovação e realizar análises de mercado? Então procure a sua unidade estadual da OCB.

Ao entrar em contato com a OCB do seu estado, você receberá o apoio e as instruções para integrar o Desempenho e ter acesso à ferramenta. Dessa forma, a sua cooperativa ainda contribui para construir um ecossistema cooperativista cada vez mais forte, unido e inovador.

Conclusão

O benchmarking se apresenta como uma ferramenta importante para impulsionar a gestão e a inovação nas cooperativas. O levantamento de dados e a identificação de parâmetros ajudam a iluminar o caminho rumo à inovação.

O cooperativismo, que traz a intercooperação como um de seus princípios, só tem a ganhar quando reúne forças para construir um benchmarking para cooperativas. É por isso que o Desempenho representa uma oportunidade de integrar e fortalecer um ecossistema de inovação e reciprocidade cooperativista.

Ao levar em conta as peculiaridades do modelo de negócios do cooperativismo, seus diferentes ramos e distinções geográficas, o Desempenho incentiva o benchmarking para cooperativas. A ferramenta tem o objetivo consolidar as informações dos balanços contábeis, financeiros e sociais das cooperativas brasileiras em âmbito nacional

Conteúdo desenvolvido
em parceria com

Coonecta